Situação do Sudão se agrava a cada dia com a saída de ONG's

JB Online

DARFUR, SUDÃO - Depois da saída de 13 organizações internacionais que ajudavam a população local, o Sudão vem vivendo dias de caos e extrema miséria. Por causa de uma guerra civil que já dura mais de quatro décadas, o país já viu 200 mil cidadãos serem assassinados e mais 10 mil morrerem de fome ou doenças.

Em Darfur, no oeste do país, 2,7 milhões de pessoas dependiam da ajuda das ONG's internacionais e agora estas pessoas, que moram em acampamentos de refugiados não têm mais opções de vida.