Brown diz que ataque contra base britânica foi diabólico

JB Online

JB ONLINE - O primeiro-ministro Gordon Brown condenou o ataque contra uma base militar britânica na Irlanda do Norte que deixou dois militares mortos e classificou o atentado como "diabólico". O tiroteio no quartel de Massereene, no condado de Antrim, ao norte de Belfast, deixou ainda quatro pessoas com ferimentos graves, uma delas em estado crítico.

Os soldados que foram mortos estavam se preparando para serem enviados ao Afeganistão. Eles foram os primeiros soldados britânicos a serem mortos na Irlanda do Norte desde 1997, quando Stephen Restorick foi morto por um atirador do Exército Republicano Irlandês (IRA). Um porta-voz da polícia afirmou que os atiradores dispararam tiros contra soldados e funcionários do Exército estavam no portão da base, recebendo pizzas de um entregador.

Nenhuma organização assumiu a autoria do ataque, mas o chefe da polícia do país, Hugh Orde, advertiu para o alto risco de ataques de paramilitares dissidentes do IRA.

Segundo Brown, o governo fará "tudo que estiver ao alcance" para garantir que os responsáveis sejam levados à Justiça e assegurar que a Irlanda do Norte está segura.