Arcebispo acredita que beatificação de João Paulo II sairá em breve

Agência ANSA

VARSÓVIA - O arcebispo de Cracóvia, cardeal Stanislaw Dziwisz, disse em uma entrevista ao jornal polonês Dziennik que espera que o processo de beatificação do papa João Paulo II possa ser concluído dentro de alguns meses.

Dziwisz, que foi secretário pessoal de Karol Wojtyla, indicou ao diário que, se não houver imprevistos que possam comprometer seu andamento, o processo pode estar chegando ao fim.

O cardeal ressaltou que não fará pressão sobre o papa Bento XVI para que a beatificação de João Paulo II, que morreu em 2 de abril de 2005, seja antecipada.

- Confiamos em sua sabedoria [de Bento XVI]- disse.

Questionado se, em vez da beatificação, defenderia a canonização, quando é atribuído o status de santo, Dziwisz recordou que, durante o funeral de João Paulo II, os fiéis presentes chamavam-no de 'santo supremo'.

Neste sentido, o religioso ressaltou a diferença entre as designações de beato, válida em âmbito local, e santo, reconhecida pela Igreja Católica de maneira universal.

Mas, segundo fontes da Congregação das Causas dos Santos, órgão responsável pelo trâmite dos processos de canonização, não seria possível declarar João Paulo II imediatamente santo sem antes passar pelo grau intermediário de beato.

O arcebispo de Cracóvia disse ainda ser pouco provável que a beatificação saia no dia 16 de outubro, aniversário da escolha de João Paulo II para ser papa, ocorrida em 1978, ou no dia 2 de abril de 2010, data que lembrará cinco anos de sua morte.

O processo de beatificação de Karol Wojtyla teve início pouco depois de seu falecimento, já que seu sucessor, o papa Bento XVI, desconsiderou o período de cinco anos exigido pelo direito canônico para que ele fosse apresentado.