Coreia do Norte prepara novo míssil de médio alcance

REUTERS

SEUL - A Coreia do Norte, que tem assustado a península coreana com a possibilidade de uma guerra, prepara novos mísseis com capacidade de atingir mais partes da Ásia e com potencial para atacar o Sul da região, afirmou um relatório da Coreia do Sul nesta segunda-feira.

A isolada região Norte também pode testar lançamentos até o final deste mês do seu míssil de mais longo alcance, que foi designado para atingir o território dos Estados Unidos, mas nunca obteve sucesso, disse um importante analista de defesa neste final de semana.

O relatório sul-coreano destacou que a Coreia do Norte preparou um novo míssil que pode alcançar mais de 3 mil quilômetros para atingir o rival Japão e ameaçar as bases militares dos Estados Unidos em Guam.

A Coreia do Norte já possui centenas de mísseis rudimentares balísticos que podem atingir a Coreia do Sul e grande parte do Japão, informou o governo de Seul.

- A força convencional da Coreia do Norte, seu desenvolvimento e reforço de armas de destruição em massa como as nucleares e mísseis e o desenvolvimento de suas tropas são uma ameaça direta e séria para a nossa segurança - disse o documento.

Segundo o relatório bianual, a Coreia do Norte, que possui 1,19 milhão de tropas, aumentou o número de seus soldados especiais de combate em 60 mil para um total de 180 mil homens, enquanto está modernizando sua infantaria para aumentar sua força de ataque ao Sul.