Filho de Raúl Castro lança livro sobre 'doutrina hegemônica' dos EUA

Agência AFP

HAVANA - O filho do presidente cubano Raúl Castro, Alejandro Castro Espín, apresentou este sábado na Feira do Livro de Havana Imperio del terror, um livro sobre o que ele próprio chamou de "as doutrinas hegemônicas da Casa Branca", o desenvolvimento capitalista nos Estados Unidos e a crise econômica mundial.

Segundo Jorge Hernández, diretor do Centro de Estudios sobre Estados Unidos de La Habana, o livro é uma investigação "oportuna" sobre a relação entre o desenvolvimento capitalista americano e a crise.

- Ele oferece provas incontestáveis e contundentes sobre a essência imperial das forças que exercem o poder nos EUA e dos métodos empregados para preservá-lo, incluindo-se a manipulação do sentimento patriótico - disse o pesquisador, ao apresentar o livro de Castro Espín na antiga fortaleza de La Cabaña, sede da feria literária.

O autor assistiu à apresentação, mas preferiu não se pronunciar sobre seu texto, que questiona se "o terrorismo de Estado dos EUA é uma opção válida para enfrentar o terrorismo internacional ou uma estratégia radical similar com uma roupagem de segurança nacional?"

Coronel do Ministério do Interior e asistente do pai, Castro Espín é um dos quatro filhos do casamento de Raúl Castro e Vilma Espín, a mulher que mais êxito político obteve na revolução cubana e morta em junho de 2007 em Havana.