Reunião européia dirá não ao protecionismo

Agência AFP

BRUXELAS - A presidência tcheca da União Européia (UE) afirmou nesta terça-feira que a reunião de cúpula extraordinária que pretende convocar sobre a crise econômica terá por meta principal dizer não ao proteccionismo, um tema que gera polêmica na Europa.

- A presidência considera que o maior risco atual é o protecionismo. Alguns sinais são tão fortes que o primeiro-ministro (tcheco Mirek Topolanek) decidiu organizar uma reunião o mais rápido possível, para que os chefes de Estado e de Governo digam um claro 'não' ao protecionismo - declarou o ministro tcheco das Finanças, Miroslav Kalusek, antes de uma reunião com os colegas europeus em Bruxelas.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais