Adiado julgamento de jornalista que jogou sapatos em Bush

Agência AFP

BAGDÁ - O julgamento do jornalista iraquiano que jogou os sapatos contra o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, foi adiado até que se decida sobre uma demanda da defesa, o que não tem uma data para acontecer, anunciou o tribunal penal central do Iraque.

- O tribunal adiou o processo do jornalista Muntazer al-Zaidi até que o tribunal de cassação torne pública sua decisão - afirmou o porta-voz judicial, Abdel Satar Bereqdar.

A abertura do julgamento estava prevista para 31 de dezembro. O advogado do repórter iraquiano, Dhiya al-Saadi, afirmou no último domingo que havia apresentado um recurso solicitando a anulação do processo.

- Nosso recurso se baseia no fato de que Zaidi expressou apenas seu repúdio à ocupação e à política de repressão contra os iraquianos. o ato de Zaidi está dentro da liberdade de expressão - afirmou advogado, para quem.