Líder do Hamas no exílio aceita trégua se Israel levantar bloqueio

Agência AFP

DACAR - O líder do movimento islamita palestino Hamas no exílio, Jaled Mechaal, se disse disposto a aceitar uma trégua se Israel aceitar um cessar-fogo e levantar o bloquieo à Faixa de Gaza, informou nesta segunda-feira o governo senegalês em nome da Organização da Conferência Islâmica (OCI).

- O líder do Hamas se disse disposto a assinar tal compromisso em um lugar escolhido de comum acordo pelas partes - indicou a chancelaria senelegalesa depois de uma conversa por telefone entre Jaled Mechaal e o presidente senegalês Abdulaye Wade, cujo país exerce a presidência da OCI desde março.

Segundo a chancelaria, o presidente Wade ofereceu a Mechaal, exilado na Síria, uma proposta de "saída da crise imediata".

- Tenta-se obter uma trégua definitiva entre Israel e o Hamas, assinando um acordo que comprometa o Hamas com uma observância imediata de um cessar-fogo, em troca de um cessar-fogo imediato de Israel, acompanhado por um levantamento total do bloqueio a Gaza - acresentou o ministério.

- Por parte do Hamas, a proposta parece equilibrada; esperamos uma resposta da parte israelense durnte o dia - afirmou o ministro Sheikh Tidiane Gadio. Quanto a uma possível resposta de Israel, comentou: - É preciso ser otimista, o pessimismo não é uma opção.