Zimbábue: Tutu critica África do Sul por trair o legado do apartheid

Agência AFP

LONDRES - O arcebispo sul-africano Desmond Tutu acusou nesta quarta-feira a África do Sul de respaldar o presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, e de trair deste modo o legado moral da luta contra o apartheid.

Tutu, que já foi arcebipo de Cidade do Cabo, Prêmio Nobel da Paz e líder da luta contra o apartheid, afirmou à rádio pública britânica BBC que está "profundamente, profundamente decepcionado" pelo fato da África do Sul "não estar do lado dos que sofrem".

- Temo que estejamos traindo nosso legado. Estamos fazendo isto enquanto as pessoas estão sofrendo - disse.

- Quanto sofrimento será necessário para que digamos que não? Demos muito tempo a Mugabe - completou Tutu.

Mugabe, no poder desde 1980, sofreu uma histórica derrota nas eleições gerais de março, mas foi reeleito no segundo turno, em meio a denúncias de violência e intimidação dos opositores.