EUA: 5 são condenados por planejar atentado

Portal Terra

NOVA JERSEY - Cinco imigrantes muçulmanos acusados de planejar um massacre de soldados americanos da base militar de Fort Dix, em Nova Jersey, nos EUA foram declarados culpados nesta segunda-feira. A sentença, que poderá ser prisã.

O plano foi descoberto pelo FBI, através da tática adotada após os atentados de 11 de setembro de infiltrar agentes nas células terroristas e desmantelar atentados antes que sejam postos em prática.

Os cinco viviam nos arredores de Philadelphia há anos. Eles foram absolvidos das acusações de tentativa de assassinato, pois estavam provavelmente muito longe de executar o plano de ataque aos soldados.

O júri considerou os detidos planejavam atentar de forma iminente contra a base do Exército, como dizia a promotoria, que ainda assegurava que seus atos tinham como inspiração diretrizes da Al-Qaeda e que chegaram a comprar vários fuzis de assalto.

A defesa dos condenados alegou que o plano deles era apenas conversa. Eles não estariam realmente inclinados a promover um ataque e teriam sido manipulados pelos agentes do FBI que se infiltraram no grupo.

Para a mãe de um dos condenados, o informante do FBI é quem deveria ser preso.

- Não o meu filho e os seus amigos. Isto não é certo, não é justo. Enviaram alguém para forçar meu filho a dizer coisas - afirmou.

Os condenados foram: Shnewer, um motorista jorndaniano; Serdar Tatar, um balconista turco; e os irmãos albaneses Dritan, Eljvir e Shain Duka.

Durante o julgamento, que durou oito semanas, a promotoria apresentou vários vídeos de cunho militar e extremista dos quais supostamente os acusados tiraram inspiração.

Com informações de agências internacionais.