Declaração dos Direitos Humanos completa 60 anos

JB Online

RIO - Criada em 10 de dezembro de 1948, a Declaração Universal dos Direitos Humanos completa nesta quarta-feira exatos 60 anos onde o artigo primeiro "Todas as pessoas nascem livres e iguais em dignidade e direitos. São dotadas de razão e consciência e devem agir em relação umas às outras com espírito de fraternidade" continua atual e ainda não completamente exercido pela sociedade mundial.

A Assembléia Geral das Nações Unidas proclamava um ideal comum a ser atingido por todos os povos e todas as nações, com o objetivo de que cada indivíduo e cada órgão da sociedade, tendo sempre em mente esta Declaração, se esforce, através do ensino e da educação, por promover o respeito a esses direitos e liberdades, e, pela adoção de medidas progressivas de caráter nacional e internacional, por assegurar o seu reconhecimento e a sua observância universais e efetivos, tanto entre os povos dos próprios Estados-Membros, quanto entre os povos dos territórios sob sua jurisdição.

Sessenta anos depois ainda há muito para evoluir em termos de direitos humanos por todo o mundo.