Paquistão sabe que faremos tudo para proteger americanos. diz Bush

REUTERS

WEST POINT, EUA - O presidente dos EUA, George W. Bush, disse nesta terça-feira que os Estados Unidos deixaram claro ao Paquistão que farão o que for necessário para proteger os soldados e civis norte-americanos.

Bush disse a cadetes da Academia Militar dos Estados Unidos, em West Point, que um dos desafios mais importantes que eles irão enfrentar nos próximos anos é ajudar os aliados a controlarem os territórios sobre os quais não têm o governo.

As tensões aumentaram entre o Paquistão e os Estados Unidos devido aos recentes ataques feitos por aviões teleguiados norte-americanos em áreas supostamente ocupadas por militantes na região de fronteira com o Afeganistão.

O Paquistão protestou contra os ataques em seu território e, em junho, reclamou à embaixadora norte-americana Anne Patterson de um ataque no qual soldados paquistaneses foram mortos.

- Um dos desafios mais importantes que nós e vocês irão enfrentar nos próximos anos é ajudar nossos parceiros a controlar as áreas não-governadas - disse Bush.

- O problema é mais evidente no Paquistão, onde as áreas ao longo da fronteira com o Afeganistão servem como lar para o Taliban e para os combatentes da Al Qaeda.

Segundo Bush, o Paquistão sabe da ameaça terrorista. E o presidente acrescentou: - Deixamos claro para o Paquistão e todos os nossos parceiros que faremos o que for necessário para proteger as tropas e o povo norte-americano.

Os Estados Unidos têm cerca de 31 mil militares no Afeganistão.