Fica para Obama decisão sobre medidas contra novos ataques

Agência AFP

WASHINGTON - O governo de George W. Bush deixou para o próximo presidente americano, Barack Obama, a tarefa de tomar medidas contra um possível atentado com armas nucleares, ou biológicas, apesar da divulgação recente de um alarmante relatório a esse respeito, disse a porta-voz da Casa Branca, Dana Perino.

- Cuidamos para que a equipe do presidente eleito disponha de toda informação a respeito para poder tomar medidas, se assim desejarem - quando chegar ao poder, afirmou Perino.

Até agora, não há novas medidas decorrentes desse documento.

- De qualquer modo, sem dúvida, não durante nosso governo - declarou.

Um relatório divulgado na terça-feira por uma comissão oficial aponta que um atentado com armas de destruição em massa é "mais do que provável" em alguma parte do mundo até o final de 2013, se não forem tomadas medidas fortes e rápidas; que a margem de segurança dos Estados Unidos diminui; e que a ameaça provém, sobretudo, do Paquistão.