TV diz que líder da Coréia do Norte teve derrame, Seul nega

REUTERS

SEUL - A agência de inteligência da Coréia do Sul rejeitou nesta terça-feira informações de uma emissora de TV japonesa de que o líder norte-coreano Kim Jong-il teria sofrido um segundo derrame.

Segundo a TBS TV, Kim teria sofrido um segundo derrame que afetou os movimentos do braço e da perna esquerdas, além da capacidade de falar do líder norte-coreano.

- Estamos vendo isso como algo de baixa credibilidade - disse à Reuters uma autoridade do Serviço Nacional de Inteligência da Coréia do Sul. Ele se recusou a discutir detalhes ou a avaliação da agência.

Autoridades norte-americanas e sul-coreanas disseram que Kim sofreu um derrame em agosto, aumentando as dúvidas em torno da sucessão na única dinastia comunista da Ásia e sobre quem estava tomando as decisões sobre o programa de armas nucleares da Coréia do Norte.

O presidente da Coréia do Sul, Lee Myung-bak, que no mês passado disse que Kim estava melhorando e comandando o país, disse a um importante jornal local que o líder norte-coreano não perdeu o controle sobre a Coréia do Norte.

- A condição de Kim Jong-il é a de que ele não tem problemas para lidar com questões de Estado - disse Lee em entrevista para a edição desta terça-feira do jornal Chosun Ilbo.

A Coréia do Norte divulgou fotos não-datadas nas últimas semanas mostrando Kim em público, mas analistas dizem que não há imagem definitiva que mostre que o líder norte-coreano está em bom estado de saúde.