Polícia impede casamento de crianças de 7 e 4 anos

Portal Terra

SÃO PAULO - A polícia paquistanesa invadiu um casamento infantil na cidade de Karachi e prendeu o clérigo que presidia a cerimônia para unir um menino de 7 anos e uma menina de 4 anos, informa nesta sexta a agência Reuters.

A Justiça do país afirma que é necessário completar 18 anos para casar, mas as leis islâmicas permitem que meninas se casem após a puberdade. Ainda assim, muitas garotas ainda mais jovens são dadas em casamento para resolver litígios ou sanar dívidas.

A polícia informou que invadiu a casa na noite de ontem, após denúncias de vizinhos. A menina estaria sendo entregue para o casamento pelo pai por 500 mil rupias (pouco mais de US$ 6 mil).

- Nós tínhamos notado alguns encontros nesta casa. Ontem à noite eu fui lá e vi que a menina estava realmente se casando, por isso chamei a polícia - disse um homem identificado como Hassan à Reuters.

Outros moradores afirmaram que o casamento aconteceria para resolver uma antiga briga familiar. A polícia afirmou que prendeu o pai do menino, mas o pai da menina conseguiu fugir.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais