Presidente russo aconselha colega dos EUA a se concentrar na economia

Agência AFP

STRELNA - O presidente russo, Dmitri Medvedev, sugeriu nesta quarta-feira que "o objetivo número um" do próximo presidente americano deve ser "melhorar o estado de sua economia", e descartou um eventual retorno à Guerra Fria.

- Qualquer que seja o presidente eleito, o principal objetivo deve ser melhorar tudo o que estiver relacionado a sua economia - declarou Medvedev, em referência à crise financeira que desestabiliza a economia mundial há várias semanas.

- Com isso que deve se preocupar - acrescentou o presidente russo durante uma entrevista coletiva à imprensa depois de uma reunião com o chefe de governo espanhol José Luis Rodríguez Zapatero em Strelna, próximo a São Petersburgo (norte).

O presidente Medvedev afirmou, por outro lado, que não via razão alguma para um eventual retorno à Guerra Fria, no momento em que as relações entre Moscou e Washington atravessam turbulências depois da eclosão da crise russo-georgiana de agosto.

- Não acho que haja atualmente razões para um retorno à Guerra Fria, que se baseava antes de tudo nas divergências ideológicas entre a URSS e os países do bloco socialista de um lado e os Estados-membros da Otan de outro. Não temos atualmente esse tipo de divergências ideológicas - acrescentou o chefe de Estado russo.

Já Rodríguez Zapatero afirmou que o próximo presidente americano, que será eleito no início de novembro, deve ter como prioridade uma boa relação com a Rússia.