Homem desaparecido teria sido morto por crocodilo

Portal Terra

SÃO PAULO - Um escocês pode ter sido morto e devorado por um crocodilo durante uma viagem com sua mulher em um acampamento na Austrália, informa nesta quarta a edição online do jornal britânico The Guardian.

Arthur Booker, 63 anos, estava acampando com a mulher, Doris, na beira do rio Endeavour, ao norte de Queensland. De acordo com sua mulher, Booker saiu do acampamento às 8h30 de ontem para recolher algumas gaiolas de carangueijo que ele deixou na margem do rio e desapareceu.

Após duas horas, Doris disse ter ido procurar o marido e encontrou a câmera de video do casal no chão, ao lado de pegadas de crododilo. As autoridades australianas foram chamadas e iniciaram a busca. No local do desaparecimento foram encontrados ainda o relógio de Booker e seu calçado.

As buscas pelo corpo de Booker foram retomadas na manhã desta quarta.