Ehud Barak desaconselha testar a força de dissuasão de Israel

Agência AFP

JERUSALÉM - O ministro israelense da Defesa, Ehud Barak, advertiu os inimigos de Israel que não pensem em testar a força de dissuasão do país, durante uma viagem eleitoral ao norte de Israel.

- Acompanhamos de perto o desenvolvimento do outro lado da fronteira e não aconselharia ninguém a testar a força de dissuasão de Israel - declarou Barak.

- Estamos preparados enfrentar qualquer situação. Durante os últimos meses, realizamos e continuamos realizando exercícios militares difíceis com este objetivo.

Segundo a rádio pública israelense, Barak reagiu assim a declarações do líder do Hezbollah, Hassan Nasralah, sobre uma operação de represália pelo assassinato de um de seus principais líderes políticos, Imad Mughnieh.