Chávez diz que não se ilude com Obama

Agência AFP

LISBOA - O presidente venezuelano, Hugo Chávez, que visita a Europa, disse nesta quinta-feira em Lisboa que não tem "muitas ilusões" em relação ao candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos, Barack Obama.

- Em relação ao próximo governo dos Estados Unidos, é ver para crer, mas não tenho muitas ilusões - revelou Chávez à imprensa, após um encontro com o ex-presidente socialista português Mário Soares.

- Seja Obama, ou (o candidato republicano, John) McCain, os Estados Unidos devem entender o que está se passando no mundo e na América Latina, uma revolução.

Chávez recordou a inteligência do presidente americano, John Kennedy, assassinado em 1963. - Acredito que foi um homem inteligente. Creio que foi por isso que o assassinaram. Quem o matou?! O establishment americano. A extrema-direita. Há muito fascismo lá.

- Vejam, disse Kennedy. No sul do mundo, há uma revolução social. A causa é a pobreza, a fome. E pede mais recursos para tentar deter as forças subversivas que cresciam.

O presidente venezuelano chegou a Portugal nesta quarta-feira, procedente da Bielo-Rússia, e deve viajar à Espanha.