Buraco na fuselagem obriga Boeing a fazer pouso forçado nas Filipinas

Agência AFP

MANILA - Um Boeing 747 da companhia australiana Qantas realizou nesta sexta-feira um pouso de emergência no aeroporto de Manila devido a um grande buraco na fuselagem, sem causar vítimas.

Vários passageiros contaram que, depois de ouvir um barulho muito alto, o avião, que voava entre Londres e Melbourne, via Hong Kong, sofreu uma queda de mais de 6.000 metros.

A Qantas indicou que não há nenhum ferido entre os 346 passageiros e 19 membros da tripulação. O aparelho teve de aterrissar depois da forte despressurização devido a um buraco na fuselagem logo após decolar de Hong Kong, indicou Ding Lima, chefe de operações do aeroporto de Manila.

- O comandante pediu imediatamente à torre de controle (de Manila) uma aterrissagem de emergência e foi autorizado - indicou Lima.

- Nós ouvimos um ruído tremendo, o aparelho tremeu todo e as máscaras de oxigênio caíram - contou a passageira June Kane.

- Aí nos disseram que havia um buraco em uma das portas, mas quando olhei para fora, vi um buraco enorme no avião, na altura da asa - acrescentou. - O buraco media uns dois metros por quatro, e acho que algumas malas chegaram a cair por ele - explicou.