Guardas de mísseis nucleares dormem em serviço

Agência AFP

WASHINGTON - Membros de uma equipe que supervisionava mísseis nucleares da Força Aérea americana serão punidos por terem dormido enquanto transportavam códigos de lançamento, revelou um oficial nesta quinta-feira.

O incidente ocorreu no dia 12 de julho, na Base Aérea Minot, em Dakota do Sul, informou o tenente-coronel Mike Paoli, porta-voz da Força Aérea.

- Uma investigação determinou que houve comprometimento do material secreto de Defesa - disse Paoli, destacando que os códigos em questão já estavam desativados e não teriam permitido qualquer lançamento.

O dispositivo de código de lançamento nuclear é um mecanismo que permite enviar um comando eletrônico para o disparo de um míssil com ogiva atômica.

A equipe envolvida tinha concluído um plantão de 24 horas e, já com o código invalidado, esperava o transporte de volta à base quando vários integrantes do grupo dormiram, revelou Paoli.

O código de lançamento é automaticamente invalidado e substituído por outro quando as equipes saem do centro de lançamento de mísseis.

- Diríamos que foi um problema de procedimento, mas quando se trata de armas nucleares, todos os passos do processo são importantes.

- Os membros da equipe sem dúvida enfrentarão sanções administrativas e disciplinares - garantiu Paoli.