Alto funcionário da ONU é assassinado na Somália

Agência AFP

SOMÁLIA - Homens armados mataram na Somália o diretor do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), no último de uma série de ataques aos funcionários do programa humanitário que trabalham no país, informou um porta-voz da Organização das Nações Unidas (ONU).

Osman Ali Ahmed foi baleado ao sair de uma mesquita em Bulohube, ao sul de Mogadíscio, e faleceu quando era levado para o hospital.

- Um pistoleiro atirou em Ahmed quando ele saía da oração noturna na mesquita de Bulohube. Foi levado ao hospital, mas não resistiu - disse um colega da vítima, que pediu para não ser identificado.

Nasteho Abukar Yusuf, mulher de Ahmed, declarou que o marido "foi baleado na cabeça e no peito e foi levado ao hospital das Forças de Manutenção de Paz da União Africana, onde morreu".

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais