Trégua em Gaza sofre revés com foguetes e mortes na Cisjordânia

REUTERS

GAZA - Militantes da Faixa de Gaza, controlada pelo Hamas, lançaram vários foguetes em direção ao sul de Israel nesta terça-feira, quebrando o cessar-fogo depois que as tropas israelenses mataram dois palestinos na Cisjordânia, área ocupada pelo Estado judeu.

- É uma violação ostensiva da calma e nós vamos avaliar as opções -disse o premier israelense, Ehud Olmert, depois que os foguetes atingiram Israel, segundo um representante.

Mediado pelo Egito, o acordo de cessar-fogo, iniciado na última quinta-feira, exigia que o Hamas suspendesse o bombardeio pela fronteira com a Faixa de Gaza, sob poder do Hamas há um ano.

A Jihad Islâmica assumiu a responsabilidade pelo ataque, qualificando-o como 'primeira resposta' ao assassinato do comandante local do grupo militante e de outro palestino afiliado ao Hamas, na cidade de Nablus, na Cisjordânia.

A trégua estabelecia que Israel deveria suspender suas operações na Faixa de Gaza e aliviar o bloqueio econômico contra o empobrecido enclave, mas não se aplicava à Cisjordânia.

Os foguetes atingiram Israel horas depois de Ehud Olmert ter agradecido ao presidente egípcio, Hosni Mubarak, por ter mediado as conversas que deram origem ao acordo.