Sem reconhecer derrota eleitoral, Hillary defende Obama

Agência ANSA

WASHINGTON - A senadora Hillary Clinton disse nesta quarta-feira que o próximo presidente de seu país será um democrata e que deverá enfrentar a ameaça do Irã, ao discursar a um comitê israelense, destacando que Barack Obama "compreende bem" a situação do Oriente Médio.

- Precisamos de um presidente democrata, porque o compromisso do partido com o Estado de Israel desde o dia de sua independência, continuará com o próximo presidente democrata - disse Hillary ao falar ao influente Comitê de Questões Públicas Estados Unidos-Israel (AIPAC, na sigla em inglês), na capital norte-americana.

Durante sua intervenção, Hillary defendeu Obama, cuja posição sobre o Oriente Médio é um dos alvos de ataque do candidato presidencial republicano, John McCain, ainda que tenha evitado dizer explicitamente que o senador afro-americano a tenha derrotado nas primárias democratas.

- Sei que o senador Obama compreende muito bem o que está em risco. Tem sido uma honra compartilhar as primárias com ele, é uma honra chamá-lo de amigo e quero deixar claro que o senador Obama será um bom amigo de Israel - indicou.

A ex-primeira-dama também advertiu sobre as recentes ameaças do Irã a Israel ao recordar que "esta semana disseram que Israel desaparecerá da face da terra". Nesse sentido, enfatizou que "o próximo presidente dos Estados Unidos terá que enfrentar este desafio, não apenas para proteger os interesses de Israel, mas também os Estados Unidos e o resto do mundo".