Polícia nepalesa prende 30 manifestantes tibetanos

Agência AFP

KATMANDU - Trinta tibetanos exilados no Nepal foram presos nesta terça-feira pela polícia diante do escritório consular da embaixada da China em Katmandu, ao reiniciar suas manifestações contra a repressão chinesa no Tibete.

Estes protestos realizados no Nepal, lançados junto com o movimento no Tibete em março passado, foram suspensos em meados de maio em homenagem às vítimas do terremoto na cidade Sichuan chinês.

- Nós interrompemos voluntariamente nossas manifestações depois do terremoto na China, mas a retomamos porque a China não mostra interesse algum em resolver a questão tibetana - explicou Nima Lama, uma monja de 20 anos de um mosteiro budista de Katmandu.

- Nós prendemos uns 30 manifestantes, que serão libertados ao anoitecer -afirmou um oficial da polícia, Ramesh Thapa.