Hospital dos EUA acusado de abandonar indigente pagará US$ 1 milhão

Agência AFP

LOS ANGELES - Um hospital de Los Angeles aceitou nesta segunda-feira desembolsar um milhão de dólares para solucionar, amistosamente, um processo lançado contra ele por ter abandonado um mendigo doente em uma rua escura, informou a Procuradoria.

Em fevereiro de 2007, câmeras que monitoram as ruas de Los Angeles surpreenderam uma ambulância, deixando às pressas, em uma rua escura do centro da cidade conhecida como Skid Row, residência dos mendigos, um homem paraplégico, em uma cadeira de rodas e com sondas em seu aparelho digestivo.

O homem abandonado usava uma roupa de hospital e arrastava a bolsa resultante de uma colostomia, disseram depois várias testemunhas. O caso provocou indignação em uma cidade onde as próprias autoridades sabem que esse é o provável destino dos pacientes sem dinheiro e com problemas mentais.

A placa da ambulância levou as autoridades à sede do Hospital de Hollywood, cerca de 10km ao noroeste de onde o doente foi deixado.

Alvo de um processo judicial, o hospital aceitou pagar um milhão de dólares, o que evitará o início do julgamento, e o dinheiro será distribuído entre duas associações de ajuda aos indigentes de Los Angeles, acrescentou a Procuradoria.

Em Los Angeles, cidade de 10 milhões de habitantes, existem hoje de 73.000 a 100.000 pessoas sem teto, de acordo com organismos sociais, que afirmam que esse é um dos números mais altos em todo o país.