Cúpula FAO: ONGs entregam carta a Ban Ki-moon contra crise alimentar

Agência ANSA

ROMA - Uma rede de ONGs e organizações civis enviou a diversos chefes de organismos internacionais uma carta aberta na qual pede maior atenção à soberania alimentar de todos os países, por meio de investimentos em mercados locais e incentivos ao pequeno agricultor.

A carta foi escrita pelo Global Call for Action Against Poverty (GCAP) e dirigida aos chefes das agências da Organização das Nações Unidas, do Banco Mundial, do Fundo Monetário Internacional e da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico).

O documento, que foi assinado por milhares de pessoas, foi recebido pelo secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, que recepcionará uma delegação do GCAP durante os trabalhos da Conferência da FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação) sobre Segurança Alimentar, Mudanças Climáticas e Bioenergia.

- É necessário pensar em um novo modelo de comércio, que coloque no centro o desenvolvimento, a ocupação e a segurança alimentar - pede a carta, acrescentando que "a Rodada de Doha não pode resolver os problemas da crise global".

Os governos, afirma o GCAP, devem adotar políticas de longo prazo, diante dos novos desafios da agricultura, controlar os fenômenos de especulação que contribuem para a escalada dos preços e incentivar reformas agrárias para os países em desenvolvimento.