Timor Leste celebra sexto aniversário e presidente defende unidade

Agência AFP

DILI, TIMOR LESTE - O presidente do Timor Leste, José Ramos-Horta, pediu nesta terça-feira aos habitantes do país que mantenham a paz e trabalhem pela "unidade nacional", na cerimônia de aniversário de seis anos de independência da nação asiática.

- Neste dia da independência é preciso manter a paz em nossa nação, combater a pobreza e proteger a unidade nacional. É uma obrigação para a população - disse o presidente no palácio do governo.

Os membros do governo, dirigido pelo primeiro-ministro Xanana Gusmão, e os da oposição, liderados pelo ex-premier Mari Alkatiri, estavam presentes para homenagear 1.500 ex-combatentes separatistas.

Timor Leste, uma antiga colônia portuguesa, conseguiu a independência no dia 20 de maio de 2002, depois de 24 anos de ocupação indonésia (1975-1999) e três sob a administração da ONU (1999-2002).

O país se viu desde então sacudido pela instabilidade. No dia 11 de fevereiro deste ano, Ramos-Horta foi gravemente ferido a tiros em um ataque de soldados rebeldes.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais