Após terremoto, cidade chinesa ordena sacrifício de cães

Agência ANSA

PEQUIM - O temor de epidemias no oeste da China, região devastada pelo terremoto ocorrido há uma semana, levou as autoridades de uma cidade a ordenar o sacrifício de todos os cães sem dono, afirmou nesta segunda-feira a agência oficial Nova China.

Na cidade de Qingchuan, onde mais de 2.670 pessoas perderam a vida, as autoridades ordenaram o abatimento "coletivo" dos cães que andam entre os destroços, para proteger a população de ataques e diminuir o risco de enfermidades.

- Desde que houve o terremoto, os cães do condado em sua maioria não foram alimentados por ninguém - disseram funcionários locais citados pela Nova China.

- Eles têm tendência a lutar por comida com os seres humanos e morder as pessoas, difundindo doenças - acrescentaram.

A agência disse que os cães abatidos serão desinfetados e sepultados em fossas profundas.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais