Agricultores suspendem greve de duas semanas na Argentina

Damián Wroclavsky, REUTERS

BUENOS AIRES - O setor agropecuário argentino anunciou nesta segunda-feira, que em 48 horas suspenderá uma greve comercial que sustenta há quase duas semanas contra um imposto sobre a exportação de grãos que sacudiu tanto o governo como os mercados.

O protesto será desativado para abrir uma etapa de negociações com as autoridades, anunciou Mario Llambías, titular das Confederações Rurais Argentinas, uma das entidades que protagonizam o movimento.

- Decidimos (...) levantar a partir da zero hora de quarta-feira a não-comercialização de grãos - assinalou o dirigente.

Os ruralistas haviam realizado outra greve em março, deixando desabastecidas de alimentos as grandes cidades e provocando a saída do ministro da Economia em meio a uma crise política para o governo de Cristina Kirchner.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais