África do Sul: 22 mortos em onda de violência xenófoba

JB Online

JOHANNESBURGO - Vinte e duas pessoas morreram na onda de violência xenófoba que afeta Johannesburgo e sua periferia há uma semana, informou a polícia da África do Sul nesta segunda-feira.

- Segundo um novo balanço, chegam a 22 as pessoas mortas desde o início da violência, semana passada, e outras 217 foram presas - disse à AFP o porta-voz da polícia Govindsamy Mariemuthoo.

O choque ocorreu no bairro de Tempisa, onde 26 barracos foram incendiados. Fontes indicam que a maioria dos mortos é do Zimbábue e de Moçambique.

Os ataques são feitos por homens armados com machados e armas de fogo. O número de policiais foi reforçado para tentar conter a onda de ataques.

(Com agências)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais