Kuwait elege Parlamento pela segunda vez em menos de dois anos

Agência AFP

KUWAIT - Os eleitores do Kuwait votam neste sábado para renovar o Parlamento do país, um rico emirado petroleiro do Golfo afetado por uma crise política que desembocou na realização de eleições antecipadas, as segundas em menos de dois anos.

Vinte e sete mulheres figuram entre os 275 candidatos a ocupar durante um mandato de quatro anos as 50 cadeiras da câmara, dissolvida em março pelo emir, o xeque Sabah Al-Ahmad Al-Jaber Al-Sabah, após uma disputa entre o governo e vários deputados.

Os eleitores votam em 94 sessões eleitorais, das quais 47 são apenas para mulheres e as restantes para os homens, que votam separadamente. As sessões fecham às 14h de Brasília e os resultados são esperados para domingo.

O Parlamento é eleito por voto universal, mas o governo não precisa de apoio de uma maioria e a dinastia dos Al-Sabah controla os principais ministérios do país, que é o quarto maior exportador da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

Segundo os analistas, os islamitas sunitas e os conservadores tribais voltarão a ter a maioria das cadeiras.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais