China planeja adoção de órfãos do terremoto

JB Online

PEQUIM - Pessoas qualificadas podem adotar órfãos do terremoto de acordo com a lei, assim que a ordem for restaurada nas regiãos atingidas da China, disse hoje o Ministério dos Assuntos Civis.

O ministério disse que muitas organizações nacionais e internacionais, além de outras pessoas sem vínculo organizacional, mostraram a preocupação com as crianças que perderam os pais durante o terremoto e algumas propuseram adotar os órfãos.

Como a ordem está sendo gradualmente restaurada nas regiões afetadas pelo terremoto, o governo programará as adoções, disse o ministério. Ao mesmo tempo, os departamentos locais assumirão a responsabilidade de procurar os órfãos.

Até as 16h da quinta-feira, foram confirmadas as mortes de 19.509 em Sichuan. A estimativa é que mais de 50 mil pessoas tenham perdido a vida no terremoto.

Com o crescimento do número de crianças desabrigadas, o ministério pediu que os departamentos locais procurem as crianças e tentem localizar seus pais ou parentes.

O ministério também exigiu que os departamentos locais acomodem bem estes meninos e meninas e os ajudem na recuperação do impacto do terremoto.

(Com informações da Xinhua)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais