Gays comemoram sentença que libera casamento homossexual na Califórnia

Agência AFP

WASHINGTON - A comunidade homossexual da Califórnia comemorou nesta quinta-feira a sentença da Suprema Corte estadual, que reverte a proibição dos casamentos gays.

A decisão, que dá sinal verde para os casamentos entre pessoas do mesmo sexo, foi descrita como um marco por Lorri Jean, do Centro de Gays e Lésbicas de Los Angeles.

- A Suprema Corte da Califórnia teve a integridade e a coragem de fazer isso e diz que todos os californianos têm direito à igualdade perante a lei - afirmou Jean.

Os demandantes, entre eles a cidade de San Francisco, disseram estar emocionados com a sentença em favor de seu argumento de que permitir o matrimônio legal apenas entre um homem e uma mulher é discriminatório.

- Esperamos por mais de 50 anos a oportunidade de nos casarmos - contou Phyllis Lyon, de 80 anos, muito emocionada, que há mais de meio século vive com sua companheira, Del Martin, de 84.

A organização Human Rights Watch (HRW), com base em Nova York, declarou que a sentença "ratificou que a igualdade não vem com exceções".

- Essa histórica decisão deve pressionar o governo americano para parar de obstruir o tratamento igualitário nos relacionamentos e famílias - afirmou Scott Long, diretor do Programa da HRW para Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais