Rússia: Irã precisa parar enriquecimento durante negociações

REUTERS

MOSCOU - As potências mundiais propuseram ao Irã que ele interrompa o enriquecimento de urânio durante as negociações internacionais sobre seu programa nuclear, informou a agência de notícias Interfax neste sábado, citando o ministro das Relações Exteriores da Rússia.

O ministro Sergei Lavrov, falando após retornar de um encontro das potências sobre o Irã, em Londres, disse que o enriquecimento de urânio teria que ser interrompido para as conversações.

- Nossa primeira condição é o congelamento, suspensão do enriquecimento de urânio - disse Lavrov em Moscou, segundo a Interfax.

- A visão das seis (potências) é de que o Irã precisa cessar o enriquecimento de urânio apenas durante o período em que as negociações durarem.

- Isso não é um ultimato, é uma proposta. É uma proposta bastante genuína - disse Lavrov.

As principais potências concordaram na sexta-feira a fazer uma nova oferta ao Irã para que o país suspenda seu trabalho nuclear, disse o secretário do Exterior britânico, David Miliband.

O grupo é forma pelos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU -Estados Unidos, China, França, Rússia e Grã-Bretanha- e pela Alemanha.

Os Estados Unidos e outros países ocidentais suspeitam que o Irã use seu programa nuclear civil como cobertura para desenvolver armas nucleares. O Irã afirma que seu programa nuclear é necessário para gerar eletricidade, de modo que o país possa exportar mais petróleo e gás.