Milhares são transferidos no Chile por atividade vulcânica

REUTERS

CHAITÉN, CHILE - Milhares de pessoas foram transferidas da localidade de Chaitén, no sul do Chile, devido a uma grande nuvem de cinzas emitida durante a atividade de um vulcão com o mesmo nome, informou neste sábado a agência nacional de emergências.

A montanha, que não tinha registro de uma erupção, iniciou a atividade aproximadamente às 3h (horário de Brasília) de sexta-feira, com a inusitada explosão de partículas que cobriram rapidamente a zona e confundiram as autoridades que inicialmente atribuíram o fenômeno a um vulcão vizinho.

- Desde ontem (sexta-feira) até a madrugada de hoje (sábado), foram transferidos pelo mar de Chaitén a Puerto Montt e Castro o total de 3.900 pessoas, o que corresponde a 89 por cento da população - disse a agência em comunicado.

- Hoje serão transferidas 500 pessoas aproximadamente, em seis embarcações, com destino a Castro e Puerto Montt. Desta maneira estará transferida toda a população de Chaitén - acrescentou.

El Chaitén, a cerca de 1.300 quilômetros ao sul de Santiago, está a 10 quilômetros do povoado com o mesmo nome. A localidade é rodeada por ilhas, fiordes e golfos em meio a belas paisagens e bosques que estão com até 15 centímetros de cinzas vulcânicas.