Pais de Madeleine revelam remorso no aniversário do desaparecimento

Agência AFP

LONDRES - Kate e Gerry McCann, pais da pequena 'Maddie', desaparecida em Portugal em maio de 2007, revelaram sentimentos de culpa e expressaram as esperanças de encontrá-la viva, no primeiro aniversário do seu desaparecimento.

- Temos que viver com o fato de que não estávamos lá, e que se estivéssemos, não teria ocorrido - afirmaram os pais da menina, que desapareceu enquanto dormia em um apartamento da Praia da Luz, em Algarve (Sul de Portugal), quando os dois estavam jantando em um restaurante próximo.

- O pior para nós é que estivemos a ponto de não ir - conta Kate McCann, em um documentário realizado para marcar o primeiro aniversário do desaparecimento da menina.

- Pensamos também, em um momento, em levar as crianças para jantar conosco, mas o restaurante estava um pouco cheio - conta Kate no filme de duas horas, que será exibido nesta quarta-feira pela rede de TV ITV1.

O documentário mostra os McCann em sua casa em Rothley, Leicestershire, brincando com os gêmeos Sean e Amelie, irmãos menores de Maddie, que tinha três anos quando ela desapareceu.

Com o título "Madeleine, um ano depois: Campanha para a mudança", o filme acompanha também o casal por Bruxelas e Washington, enquanto fazem campanha para a criação de um sistema de alerta europeu para os casos de seqüestro de criança.