Líder da oposição vence eleição no Zimbábue

REUTERS

HARARE - O líder da oposição Morgan Tsvangirai venceu Robert Mugabe na eleição presidencial do Zimbábue, com 47% dos votos contra 43% do atual presidente, disseram fontes do governo nesta quarta-feira.

Uma fonte disse à Reuters que um segundo turno seria necessário porque Tsvangirai não teve votos suficientes para uma vitória na primeira votação.

O Movimento para Mudança Democrática de Tsvangirai, o MDC, afirmou que triunfou na eleição de 29 de março e acusa Mugabe, no poder há 28 anos, de atrasar a divulgação dos resultados.

O impasse pela eleição gerou temores de derramamento de sangue no país.

O Zimbábue espera que a eleição alivie as turbulências econômicas. Em vez disso, a falta de alimentos, combustíveis e moeda estrangeira estão piorando e não há sinais de queda da inflação, a maior do mundo, que hoje é de 165 mil por cento.

Mais cedo, o governo de Mugabe chamou a primeira sessão das Organização das Nações Unidas (ONU) sobre a crise eleitoral no Zimbábue de "sinistra, racista e colonial" e afirmou que ela não teria impacto sobre o país.

Na reunião do Conselho de Segurança da ONU na terça-feira, as potências ocidentais pressionaram por uma missão ou um enviado da entidade ao Zimbábue, onde os resultados de uma disputada eleição presidencial há quatro semanas não foi divulgado.