Iraque: Mais de 900 mortos desde o início dos combates em Sadr City

Agência ANSA

BAGDÁ - Pelo menos 925 pessoas morreram e 2.605 ficaram feridas desde o início dos combates em Sadr City, grande bairro pobre da zona nordeste de Bagdá que é um reduto da milícia xiita do clérigo Moqtada al-Sadr, informou o porta-voz civil do plano de segurança da capital iraquiana, Tahsin Cheijli.

Os combates, que começaram no dia 17 de março, envolvem as milícias do clérigo radical xiita Moqtada al Sadr contra as tropas iraquianas e unidades militares americanas na área, que tem quase dois milhões de habitantes.

No dia 25 de março as tropas iraquianas, com o apoio de helicópteros e aviões americanos, atacaram os grupos de Moqtada al Sadr na cidade de Basra, sul Iraque.

A ofensiva estendeu-se até Sadr City, onde os combatentes islâmicos intensificavam os ataques com mísseis contra a "zona verde" de Bagdá, região das embaixadas estrangeiras.