Forte apagão atinge grande parte da Venezuela

REUTERS

CARACAS - Um problema em uma linha de transmissão de alta tensão provocou na terça-feira um apagão em grande parte da Venezuela, incluindo a área metropolitana de Caracas, sem incidentes de gravidade na maior falha elétrica ocorrida no país em anos.

O apagão aconteceu às 16h15 no horário local (17h15 em Brasília) e afetou à capital e a 12 dos 23 Estados do país, informaram as autoridades.

-A linha que falhou já está recuperada totalmente-, disse o presidente da estatal Corporação Elétrica Nacional, Hipólito Izquierdo, que afirmou à noite que estava restabelecido o serviço em Caracas e em 85% das zonas afetadas.

Às 21hs, no horário local, o canal estatal VTV reportou que o serviço já tinha sido restabelecido em todo o país.

Uma fonte da estatal Petróleos de Venezuela (PDVSA) assegurou que as atividades da indústria não foram afetadas, apesar do impacto em vários Estados em que opera, como Zulia e Falcón.

-Tudo está em perfeita normalidade, estão fazendo as análises e avaliações normais nesses casos-, disse a fonte.

Izquierdo havia destacado que Zulia foi um dos mais golpeados pelo problema.

O Ministério da Energia disse que o incidente aconteceu por um incêndio florestal no Estado central de Guárico, o que derrubou o sistema de transmissão principal do país, afetando subestações de outros Estados.

No entanto, o ministro do Interior, Ramón Rodríguez, afirmou que o apagão se deveu a uma falha na maior central hidroelétrica do país, Guri.

O diretor de Proteção Civil, Luis Curvelo, pediu à população que mantivesse a calma, já que o apagão provocou a suspensão do sistema de metrô da capital.

Pela noite, o metrô de Caracas funcionava normalmente, segundo a mídia local.