Polícia mata um dos principais traficantes da Colômbia

Agência EFE

BOGOTÁ - Miguel Ángel Mejía Múnera, membro da quadrilha "Los mellizos", uma das principais facções de traficantes de drogas da Colômbia, morreu nesta terça-feira, em um confronto com forças policiais em uma zona rural do noroeste do país, informou o ministro da Defesa, Juan Manuel Santos.

Miguel Ángel, conhecido como "El Louco", era irmão do foragido Víctor Manuel Mejía Múnera, traficantes que tentaram se fazer passar por paramilitares. Os irmãos Mejía Múnera são considerados os maiores traficantes do país desde que morreu Wilber Varela, o "Jabón". Ele foi assassinado em fevereiro na Venezuela.

A operação na qual o bandido morreu aconteceu em um prédio entre as localidades de Caucasia e Tarazá, cerca de 600 quilômetros ao noroeste de Bogotá. Fontes informaram que dois dos homens que o acompanhavam também morreram e outros três foram detidos.

Miguel Ángel Mejía Múnera "tinha uma farda militar do Exército americano", disse o ministro, que acrescentou que na operação as autoridades apreenderam armas de longo e curto alcance e munição.

Segundo Santos, "El Louco" liderava uma temida quadrilha de traficantes e o governo dos Estados Unidos, além de pedir sua extradição, oferecia recompensa de US$ 5 milhões por ele.