Atentado suicida mata 18 pessoas e fere 31 no Afeganistão

Agência ANSA

CABUL - Pelo menos 18 pessoas morreram, entre elas 11 policiais e 2 crianças, e 31 ficaram feridas em um novo atentado suicida talibã no leste do Afeganistão, onde as tropas americanas e britânicas lançam uma grande ofensiva em uma região de forte influência insurgente.

O atentado ocorreu no povoado de Khogyani, próximo à cidade de Jalalabad, durante uma reunião de autoridades administrativas e policiais para discutir o combate ao ópio.

O Afeganistão é o maior produtor mundial de ópio e os talibãs financiam sua insurreição com o comércio dessa substância entorpecente.

Trinta e uma pessoas ficaram feridas, indicou o Ministério do Interior em um comunicado, acrescentando que "este atentado mostra a relação entre a produção de ópio e os círculos terroristas".

Para a Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf) da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), este atentado "ilustra de maneira clara a colaboração entre terroristas e traficantes de drogas".

Alguns militares da Aliança Atlântica estavam próximos do local do atentado, mas nenhum deles foi atingido.

Enquanto isso, no sul, soldados britânicos e marines norte-americanos lançaram uma nova operação na província de Helmand, reduto da resistência extremista talibã no Afeganistão, informou nesta terça-feira a Isaf em um comunicado.

A operação é a mais significativa realizada nos últimos meses nessa conturbada região localizada na fronteira com o Paquistão.