Corte palestina cindena à morte colaborador de Israel

Agência ANSA

GAZA - Um palestino foi condenado à morte hoje, pela corte de um tribunal da Autoridade Nacional Palestina (ANP), por ter colaborado com os serviços secretos israelitas.

Não foi divulgada a identidade do condenado que, segundo a acusação, permitiu que israelenses matassem quatro palestinos a partir de suas revelações.

Os juízes da cidade de Hebron, na Cisjordânia, condenaram-no à morte por fuzilamento, sentença que espera a assinatura do presidente palestino, Mahmud Abbas.

Em janeiro do ano passado, uma sentença semelhante foi determinada e executada em Gaza, por um tribunal controlado por juízes do Hamas.