Prefeito de Paris proporá o Dalai Lama como cidadão de honra

Agência EFE

PARIS - O prefeito de Paris, Bertrand Delanoë, anunciou nesta quarta-feira que proporá o líder tibetano, o Dalai Lama, como "cidadão de honra' da capital francesa, uma 'homenagem a um combatente da paz' e também uma forma de apaziguar uma situação turbulenta.

A nomeação do líder budista será proposta na próxima segunda-feira no plenário da Prefeitura, no qual os socialistas de Delanoë contam com uma maioria confortável.

O prefeito destacou que o dalai lama 'sempre soube antepor a serenidade e a tolerância ao abuso da força'.

Com a nomeação do líder tibetano como cidadão de honra de Paris, Delanoë quer mostrar sua 'solidariedade' e apoio 'fraternal ao povo tibetano' em sua busca por defender 'seus direitos mais elementares, sua dignidade, sua liberdade ou, simplesmente, sua vida'.

Para o prefeito de Paris, o líder tibetano aparece como 'o ponto de equilíbrio que impedirá que a situação degenere' e que, 'por sua força moral', será 'um elemento importante do diálogo e da paz'.

- Com este espírito e em um período incerto e revolto, Paris quer enviar uma mensagem de calma - disse.