Papa diz que escândalo de padres pedófilos 'foi mal administrado'

Agência EFE

WASHINGTON - O papa Bento XVI admitiu hoje, em Washington, que os escândalo de pedofilia envolvendo padres católicos foi 'pessimamente administrado'.

Durante seu discurso aos cerca de 400 bispos americanos no Santuário Nacional da Imaculada Conceição, o pontífice reiterou a "profunda vergonha' causada pelos casos de abuso sexual contra menores por parte de padres da Igreja Católica americana, que tem uma das mais numerosas conferências episcopais do mundo.

Embora a resposta aos escândalos 'não tenha sido fácil', foi "pessimamente administrada', afirmou Bento XVI.