Seqüestrador de Betancourt pede perdão à família da refém

Portal Terra

BOGOTÁ - Em meio à crescente tensão pelo delicado estado de saúde em que se encontra a refém franco-colombiana Ingrid Betancourt, Norberto Une, um dos guerrilheiros que a seqüestrou, pediu perdão publicamente a ela e a sua família. As informações são do jornal La Prensa.

- Peço perdão em especial a Ingrid, mas também a seus filhos e a sua mãe, pois sei que são seis anos de sofrimento - disse Une, guerrilheiro integrante das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) que foi um dos responsáveis pelo seqüestro.

- Peço desculpas pelo que aconteceu e digo que estou muito arrependido por ter feito isso, por ter me envolvido com essas coisas, não pensei na família dela - assegurou o guerrilheiro durante uma entrevista no programa de rádio La noche de RCN.

- Ingrid pensou que nós éramos do exército da Colômbia, pois havia um reforço militar ali perto - relatou Une sobre o dia do seqüestro.

Ele contou também ter sido segurança pessoal do chefe das Farc, Manuel Marulanda. Atualmente Une participa da campanha pela libertação da ex-candidata.