Missão para tentar libertar Betancourt pode deixar hoje a França

Agência EFE

PARIS - A 'missão humanitária' que o presidente francês, Nicolas Sarkozy, decidiu enviar à Colômbia para tentar a libertação de Ingrid Betancourt deve deixar a França nesta quarta-feira ou quinta-feira, informou a 'France Info'.

A missão será integrada por duas pessoas, precisou a emissora, citando fontes do Palácio do Eliseu.

Uma porta-voz da Presidência francesa contatada pela Agência Efe se negou a comentar a informação, alegando a necessidade de discrição por razões de segurança.

Em uma conversa telefônica ontem à noite com o presidente colombiano, Álvaro Uribe, Sarkozy anunciou sua intenção de enviar uma 'missão humanitária para entrar em contato com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e conseguir acesso' a Betancourt, que está em 'risco de morte iminente', indicou o Palácio do Eliseu em comunicado.

Uribe informou da Colômbia que, a pedido de Sarkozy, serão suspensas as operações militares na zona escolhida para a missão.