Ingrid Betancourt está perto da morte, diz Sarkozy

REUTERS

PARIS - O presidente francês fez um apelo aos guerrilheiros colombianos das Farc nesta terça-feira para que libertem a refém Ingrid Betancourt. Segundo Nicolas Sarkozy, ela está perto da morte.

- Libertem Ingrid Betancourt - disse Sarkozy em uma transmissão da rádio e TV da França.

- A mais recente informação que nos chegou sobre Ingrid Betancourt é profundamente preocupante. Ela não tem mais forças para resistir a um sequestro interminável que está se transformando em tragédia - enfatizou.

- A França está e continuará mobilizada para um acordo humanitário - disse, acrescentando que seu governo está esperando por um sinal dos seqüestradores de Betancourt para organizar a missão de resgate.

A França tem pressionado pela libertação de Betancourt, que tem nacionalidade francesa e colombiana e foi seqüestrada pela Forças Revolucionárias da Colômbia.

O primeiro-ministro francês, François Fillon, disse que o país poderia receber ex-combatentes das Farc como parte de uma possível troca de reféns.