Rússia enviará aviões com ajuda humanitária para os sérvios do Kosovo

Agência EFE

MOSCOU - A Rússia anunciou nesta segunda-feira que enviará nos próximos dias vários aviões com ajuda humanitária para os sérvios do Kosovo, em uma tentativa de atenuar a difícil situação que atravessam.

- Estudamos o envio de vários aviões Il-76. O primeiro chegará a Belgrado no dia 2 de abril', informou o Ministério russo de Situações de Emergência, citado pela agência 'Interfax'.

O primeiro aparelho transportará 40 toneladas de assistência humanitária, incluídos produtos de alimentação infantil.

O presidente russo, Vladimir Putin, encarregou na semana passada o Governo de organizar o envio de ajuda humanitária para a minoria sérvia que vive no Kosovo, que representa em torno de 5% da população desse território de maioria albanesa.

Aparentemente, Putin reagiu assim ao pedido do Governo sérvio de remédios, equipamentos médicos e alimentos em conserva, devido à piora da situação na região.

Na semana passada, o ex-primeiro-ministro russo Yevgueni Primakov defendeu a divisão étnica do Kosovo entre a parte sul, de maioria albanesa, e o extremo norte, habitado por uma minoria sérvia.

Primakov ressaltou que 'a partilha é a única solução para o problema', dada a tensão entre albaneses e sérvios desde a proclamação unilateral da independência kosovar no dia 17 de fevereiro.

Caso contrário, acrescentou, 'haverá constantes conflitos e o povo inocente sofrerá". Mais da metade dos sérvios do Kosovo vive perto da fronteira com a Sérvia.

O Kremlin qualificou de 'ato ilegítimo' a proclamação unilateral da independência kosovar e mantém firme a postura de não reconhecer a secessão desse território sem a aprovação de Belgrado.