Juiz diz que 'não há provas' de autoridades na morte de Lady Di

JB Online

LONDRES - O juiz Scott Baker, a cargo da investigação judicial sobre a morte da Princesa Diana, afirmou nesta segunda-feira (31) que 'não há provas' que o duque de Edimburgo ou os serviços de espionagem britânicos MI6 tenham ordenado a 'execução' da princesa, segundo assinalou ao resumir o caso no Tribunal Superior de Londres.

Baker começou a repassar os pontos principais do caso da morte de Lady Di, morta em Paris no dia 31 de agosto de 1997, antes que os membros do júri se retirem para considerar a sentença.